BOLETIM DE INTERVENÇÃO POLÍTICA, SOCIAL E CULTURAL DA CIDADE DE LORDELO

Publicação da Organização da Freguesia de Lordelo do Partido Comunista Português

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Obras paradas no Centro Escolar de Corregais

É sabido que a única força política, representada na Assembleia Municipal de Paredes, que votou contra a construção dos novos Centros Escolares no concelho, foi a CDU.
A construção dos Centros Escolares são completamente desnecessários, pois com muito menos dinheiro, era possível requalificar os edifícios existentes e dotá-los de novos equipamentos, nomeadamente, tecnológicos. 
Do ponto de vista financeiro, estas novas obras apenas servem para encher os bolsos dos administradores da Parque Escolar e uns quantos amigos destes - mais um "monstro" criado pelos partidos do poder que ajuda a explicar a situação em que o país se encontra-, sem falar na factura energética e ambiental, num tempo, onde as escolas mal têm dinheiro para pagar a luz e água, quanto mais ar condicionado. Além disso, do ponto de vista pedagógico, é negativo concentrar tantos alunos no mesmo espaço...
No entanto, a construção destes equipamentos foram aprovados. No caso de Lordelo, tudo indica que as obras continuam no Centro Escolar da zona alta da cidade (junto à Zona Industrial) sem se saber a data da sua conclusão.
O outro Centro Escolar está muito mais atrasado. Volvido mais de meio ano das terraplanagens efectuadas para o prometido Centro Escolar da zona de baixo de Lordelo, junto à actual escola primária de Corregais (Rua da Abroeira), as obras pararam.
Pergunta-se: para quê destruir um monte inteiro para depois nada se fazer? Quando recomeçam as obras? E, quando ficará pronto este novo Centro Escolar?

Sem comentários:

Enviar um comentário